top of page

Azeite Sabiá chega ao mercado já com cinco prêmios internacionais, no Japão, Espanha e em Portugal

Atualizado: 26 de abr. de 2023



Quando as primeiras garrafas chegaram às prateleiras dos mercados brasileiros nas próximas semanas, a safra 2023 do Azeite Sabiá já virá com a chancela de mais quatro prêmios internacionais, totalizando 62 conquistados desde a estreia no mercado, há apenas três anos. Primeiro, três dos cinco rótulos do azeite produzido pelo casal Bia Pereira e Bob Vieira em duas fazendas na Serra da Mantiqueira (SP) e na Serra do Sudeste (RS), subiram mais uma vez ao podium do Japan Olive Oil Prize, principal concurso japonês do setor, que anunciou seus vencedores no último dia 7 de abril. Depois de avaliadas 538 amostras de 23 países, o júri especializado deu aos azeites Sabiá Blend de Terroir e o Koroneiki o selo Best in Class, a láurea mais alta do prêmio, que somam mais de 9,5 pontos, e Ouro para o Arbosana, com pontuação entre 9.0 e 9,4.




“Este prêmio tem uma importância extra para nós. Hoje o Japão é um dos mais importantes mercados de azeite extravirgem do mundo, onde o produto de alta qualidade é vendido em farmácia, como o alimento funcional mais importante que a natureza oferece ao homem. Para este concurso, o país contrata os papas do azeite no mundo como jurados, como o italiano Antonio Lauro e o grego Kostas Liris. Imagina que vai um azeite brasileiro e consegue duas das mais importantes performances?”, orgulhou-se Vieira. Já no último dia 14 foi a vez do Sabiá ser eleito o melhor azeite do Hemisfério Sul e levar a medalha de ouro no Concurso Internacional de Azeite Virgem Extra - Prémio CA Ovibeja, o principal de Portugal. E a temporada de premiações mundo afora está só começando.



Lançada oficialmente em 2020 (ano que chega ao mercado a primeira safra), mas cujo projeto se inicia em 2014 com o plantio das primeiras oliveiras, a marca vem cumprindo uma trajetória consistente de sucesso. Fruto do árduo trabalho empenhado por Bia e Bob que, antes de colherem a primeira azeitona, estudaram a fundo o universo fantástico dos azeites, investiram pesado em tecnologia e se cercaram dos melhores profissionais do setor. Com a produção iniciada na Fazenda Campo Alto, em Santo Antônio do Pinhal, município paulista no topo da Mantiqueira, e depois ampliada para a Fazenda Sabiá da Vigia, em Encruzilhada do Sul, a marca se prepara para novos passos. Em breve, abrirá para visitações o novo lagar na propriedade gaúcha, um projeto arrojado que promete ser um marco na olivicultura mundial, tanto pelos aspectos tecnológicos quanto arquitetônicos, e anuncia ainda sua entrada no ramo de cosméticos feitos com bagaço das azeitonas prensadas, reforçando seu compromisso com a sustentabilidade.


A mais recente conquista foi o prêmio Evooleum que é organizado há 20 anos pela editora espanhola Mercacei e pela Associação Espanhola de Municípios Olivais (Aemo). Seu guia anual, com versões em inglês e espanhol, reúne os cem melhores azeites extravirgens do mundo.



Outros detalhes em www.azeitesabia.com.br

@azeitesabia


Créditos: Willy Biondani


Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page