top of page

Pequenos futuros consumidores

Atualizado: 20 de fev. de 2022

Por Adriana Viégas


Sommelier de Vinho e de Azeites, a história destes produtos através dos tempos me encanta e motiva para fazer do trabalho minha vida, através de workshops, confrarias e na criação de conteúdo digital. O mundo do azeite é fascinante, divulgar o azeite de qualidade, o processo de fabricação desde o campo até a mesa, seus benefícios, compra e armazenamento, enfim conhecimento para consumir o que faz bem à saúde.

Foto de Eduardo Palmeira

O consumo diário de Azeite de Oliva Extravirgem pode torna-se benéfico para as mães durante a gestação. Também é recomendado por nutricionistas como fonte de gordura que auxilia o desenvolvimento do bebê e durante a Infância.

Para as gestantes, a composição química do azeite de oliva extra virgem facilita a digestão e melhora o funcionamento da vesícula biliar, o que faz com que as gestantes sofram menos com problemas digestivos, tão comuns durante a gravidez.

Também melhora do trânsito intestinal, evitando a prisão de ventre, e reduz a acidez gástrica.

Outro beneficio no consumo de azeite de oliva, devidamente orientado por um nutricionista é a prevenção do parto prematuro, deficiência visual, hiperatividade, autismo e estimula os neurônios e sistema imunológico dos bebês.

Para as crianças o azeite de oliva extra virgem é uma gordura que se assemelha com o leite materno, pela composição (ácido oleico e linoleico) e fonte das vitaminas A, D, E e K. Dentre os vários benefícios a saúde dos pequenos, está o desenvolvimento e crescimento dos ossos.

Para os bebês recomenda-se adicionar o azeite a partir dos 6 meses ou no momento da introdução das papinhas.

É importante que seja consultado o pediatra para a administração da dosagem de acordo com cada criança, da mesma forma um nutricionista para orientar as gestantes.

No mercado Azeites de Oliva Extravirgem, feitos com variedades de azeitonas que são mais suaves para o paladar infantil e também adulto.

Lembre-se que é imprescindível saber a procedência e conhecer o produtor. O azeite deve ter frescor e qualidade para que tenha os benefícios mencionados acima.

Quanto mais cedo introduzir o alimento no cardápio das crianças, mais cedo elas irão se acostumar com o sabor do azeite de oliva extravirgem.

No Rio Grande do Sul, trouxemos o exemplo de produtores que têm uma linha específica para os pequenos. Azeites da variedade arbequina, por exemplo, têm sido a escolha para quem quer começar a consumir.

O Azeite Verde Louro, com produção no município de Canguçu/RS, disponibiliza seus produtos em vários pontos de vendas e on line.

Site Verde Louro

O Casinha Albornoz, localizado no município de Santana do Livramento, criou esse azeite com o intuito de fornecer aos pequenos um azeite suave, com sabor e aroma diferenciados como esse público exige.

Foto: @patobrakatphotos2

O azeite de oliva extra virgem deve ser inserido na alimentação infantil a partir dos 6 meses de idade, como já mencionado anteriormente, um fio de azeite nas papinhas e sopas complementando a amamentação. Em relação a quantidade, o ideal é de até 15ml por dia e introduzido aos poucos.

Invista em saúde. Use azeite de oliva extravirgem!!!

Kommentarer


Post: Blog2_Post
bottom of page