top of page

VISÃO GERAL DO MERCADO MUNDIAL DE AZEITE

O segmento de azeites está em constante mudança e, para entender cada novidade, é preciso estar em constante atualização. Por isso, a BRAZIL iOOC e a Revista Azeite & Olivais criam um espaço para sempre manter você, produtor, informado sobre o mercado. Escrita pelo consultor internacional de azeites, Jorge Enrique Pereira Benitez, a nossa primeira news te deixa por dentro do panorama mundial de azeites.


by Jorge Enrique Pereira Benitez


Terminando a temporada de colheitas e produção de azeite de 2021/22 em quase todo o mundo, começa a comercialização, que em diferentes partes do mundo terá as suas particularidades.


Num contexto de diminuição da produção mundial na classe dos 5%, observa-se uma tendência de queda no consumo nos primeiros meses de 2022. Este comportamento do mercado tem sido observado desde o final de 2021, quando as importações dos maiores compradores caíram cerca de 100 mil toneladas (quase metade nos EUA e na União Europeia).


O Brasil não foi exceção, e em 2021 suas importações diminuíram 10% em relação a 2020 (98,5 mil toneladas no ano passado e 109 mil no ano anterior), com queda acentuada no último trimestre de 2021 (28% em relação ao mesmo período do ano anterior). Considerando que a produção local não ultrapassou 300 toneladas, é um indicador da diminuição do consumo interno do país.


Em relação aos preços, o conflito entre a Rússia e a Ucrânia afetou a demanda por azeite, principalmente devido ao desaparecimento do mercado de milhões de toneladas de óleo de girassol desses países. A consequência foi o aumento do preço do azeite lampante (base para a produção do azeite comum, a maior parte do mercado) que está sendo comercializado como substituto do girassol, e se aproximou do preço do virgem e do extravirgem, arrastando todos os azeites para cima.


Nos próximos meses, não são esperadas grandes variações de oferta, demanda e preços, pois há um estoque de ligação entre a campanha de 2021 e 2022 de cerca de 700 mil toneladas que atua como regulador de preços. Da mesma forma, o mercado mundial de azeite está mostrando alguma interferência para proteger seus mercados locais, como a proibição da Turquia de exportar azeite ou a Indonésia, que deixou de vender óleo de palma.


Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page