top of page

Frente Parlamentar das Oliveiras é instaurada

Na sexta-feira, 24, aconteceu Recanto Maestro em Restinga Seca a instalação da Frente Parlamentar das Oliveiras da Assembleia Legislativa, de autoria do Deputado Estadual, Beto Fantinel (MDB).

Atualmente o Rio Grande do Sul concentra a maior parte da produção de azeite do Brasil, com destaque mundial aos azeites e também as azeitonas em conserva.

Com uma área de aproximadamente 7.000 hectares distribuídos em 60 municípios, e mais de 165 olivicultores e 12 agroindústrias, esse destaque tem chamado atenção de mais investidores.

Outro ponto importante é a possibilidade da diversificação nas propriedades, ou seja, cultivo simultâneo ou intercalado com outras culturas. Originando, assim, mais lucratividade para uma única área de terra.

Adesão política multipartidária

Na linha de frente da Frente parlamentar das Oliveiras, estão Beto Fantinel – Deputado estadual pelo MDB, Roberto Argenta, Conselheiro Horário da Fundação Antonio Meneghetti, e Renato Fernandes, presidente do Ibraoliva (Instituto Brasileiro de Olivicultura). Também integram a Frente Parlamentar os deputados: Ernani Polo, Gabriel Souza (MDB), Patrícia Alba (MDB), Clair Kuhn (MDB), Carlos Burigo (MDB), Vilmar Zanchin (MDB), Dalciso de Oliveira (PSB), Ruy Irigaray (PSL), Gilberto Capoani (MDB), Giuseppe Riesgo(NOVO), e os secretários estaduais de Turismo e de Desenvolvimento Econômico, Ronaldo Santini (do PTB e deputado federal licenciado) e Edson Brum (MDB).

Foto: Joel Vargas

Com o objetivo de dar visibilidade à produção feita no Rio Grande do Sul, serão instalados grupos de trabalho que contemplarão incentivos fiscais, acesso ao crédito rural, suporte técnico, produção de mudas e extensionistas, para esclarecer e ampliar a diversificação no cultivo na matriz produtiva agrícola. Também visa, habilitar novos produtores, principalmente na agricultura familiar de pequeno e médio porte.

Foto: Joel Vargas

Banrisul e BRDE também estavam presentes para esclarecer e oferecer apoio às linhas de crédito.

Foto: Joel Vargas

Conforme menciona o deputado Fantinel, a plantação de oliveiras tem importância econômica e se tornou destino nacional de turismo no Rio Grande do Sul. “Estamos apostando na soma de conhecimento, geração de emprego e renda e consequentemente, de forma bastante positiva um forte meio de contribuirmos com a retomada da nossa economia”.

Foto: Resort Thermas Romanas

Foto: Joel Vargas

Segundo o empresário Roberto Argenta, Recanto Maestro, o cultivo de oliveiras representa uma porta de entrada para diversificar a produção agrícola do Estado, com grande potencial para ser a base de um novo ciclo de desenvolvimento econômico, para todos.

O presidente do IBRAOLIVA, Renato Fernandes, destacou durante seu discurso que a olivicultura está se desenvolvendo, e que o olivoturismo, também já é uma realidade no Estado. Além disso, busca-se a participação de todas as atividades envolvidas, acreditando nas novas formas de renda em pequenas, médias e grandes propriedades, ressalta.

Foto: Eduardo Palmeira

Após os discursos, os convidados visitaram o pomar e as dependências do Recanto Maestro.

Foto: Luciane Gomes





Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page