top of page

Excelência e reconhecimento: Cadenza


Você já imaginou um ambiente onde os melhores azeites de oliva extravirgem são colocados à prova, competindo pela excelência e reconhecimento?


As competições de azeite de oliva extravirgem são eventos emocionantes que reúnem produtores, especialistas e entusiastas para celebrar a qualidade e a diversidade desse tesouro líquido.


Ganhar uma competição onde o azeite de oliva extravirgem é o ator principal é uma conquista notável para qualquer produtor, e que para os produtos brasileiros tem sido recorrente, trazendo muitas medalhas para o Brasil. Além de trazer prestígio e reconhecimento, as premiações destacam a qualidade do azeite e ajudam a construir o prestígio da marca no mercado nacional e internacional. Os selos de qualidade e as medalhas conquistadas em competições são uma garantia para os consumidores de que estão adquirindo um produto excepcional.


Apresentamos o Azeite Cadenza, uma história que inicia em um pomar de cinco anos, plantando pelos empresários Eduardo Winkler e Cynthia Geyer, e distante a 54km de Porto Alegre, um paraíso em meio a natureza e suas belezas naturais, azeites de excelência, medalhas ouro e prata no EVO International Olive Oil Contest®.






Conversamos com Cynthia Geyer, que nos conta um pouco da trajetória da família na olivicultura.



A&O - Como a olivicultura entrou na vida de vocês?

Nossa plantação fica dentro das terras da Casa Winkler, um sítio que foi adquirido como sítio de lazer há quase vinte anos. Os proprietários Eduardo Winkler e Cynthia Geyer tinham o sonho de ver seus filhos crescerem em meio à natureza. Ao longo do tempo, começaram a se envolver com as potencialidades da terra adquirida, começaram com uma área de reflorestamento e mais tarde, consideraram a possibilidade de começar um pomar de oliveiras . Foi assim que em 2016, deram início à plantação de um pomar com trinta hectares de mudas em dos mais diversos cultivares, que foi o marco inicial do negócio. Três anos depois, a segunda etapa: mais trinta hectares de mudas, transformando o pomar em uma plantação de médio porte. Consumidores e apreciadores de azeite de oliva, Eduardo e Cynthia viram a oportunidade de criar um produto de qualidade. A ideia foi se estruturando e à medida em que o pomar foi crescendo, resolveram encarar o desafio de produzir o azeite.





A&O - Quais os desafios e indicações para futuros produtores? Acreditamos que o desafio parte dos altos custos de implementação do pomar e mais tarde, da manutenção do mesmo. Existe aí um período de maturação das oliveiras até que elas comecem a produzir. Esse período é de no mínimo quatro anos até a primeira colheita e as árvores vão ter sua produção em cerca de dez anos.


A&O - Como vocês enxergam o mercado consumidor hoje e quando plantaram?

O mercado consumidor cresceu muito nesses últimos cinco anos, o que traz muitas possibilidades para a expansão da produção nacional, que vem crescendo muito a cada ano. A riqueza do solo brasileiro e principalmente a ótima adaptação das oliveiras em terras gaúchas tem elevado a produção de azeite devolvia extravirgem a um patamar de qualidade muito alto, com poder alto poder competitivo não somente mercado nacional, mas também no internacional .


A&O - Qual a emoção da premiação em um importante concurso de azeites?

É uma alegria muito grande ter conquistado essas premiações com a nossa primeira participação. Foram quatro amostras enviadas e as quatro foram premiadas, sendo três medalhas de ouro e uma de prata. O EVO IOOC é um Concurso Italiano de relevância, com avaliadores qualificados internacionalmente.


A&O - Quais as atividades “experiências” oferecidas pela empresa?

Por enquanto ainda não oferecemos visitas turísticas ao pomar, isso pode acontecer em decorrência do nosso trabalho. Desde o início, achamos que pela beleza da área onde se encontra o pomar, seria viável proporcionar experiências de degustação. Na visão da proprietária Cynthia, que é musicista de formação, o pomar é como uma obra de arte, tanto que ela teve a ideia de associar elementos musicais e artísticos ao cultivo das oliveiras, bem como ao produto que delas se originaria, nomeando o azeite de Cadenza.






O significado do nome


Cadenza é um termo musical que define uma passagem virtuosística, frequentemente baseada em temas expressos anteriormente na obra, na qual o solista tem oportunidade de mostrar sua técnica. (Wikipedia) Essa definição também deu origem ao nosso slogan: "A natureza compõe, o homem interpreta - Azeites Cadenza, a perfeita execução da obra.

Cultivares do nosso pomar: Arbequina, Koroneiki, Picual , Frantoio, Grapolo e Coratina


Opus I - Azeite de Oliva Extra Virgem Arbequina e Koroneiki

Nossa primeira obra, a Opus I, nasceu com a colheita 2022 , da qual extraímos nosso primeiro Blend: Arbequina e Koroneiki.

Opus II - com a segunda colheita, extraímos quatro novos azeites, todos premiados no EVO IOOC Itália.

- Blend Intenso Koroneiki e Picual - Medalha de ouro

- Blend Suave Koroneiki e Arbequina - Medalha de ouro

- Monovarietal Picual - Medalha de ouro

- Monovarietal Koroneiki - Medalha de prata







Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page