top of page

Arte e a árvore da vida

Na iconografia ocidental, a Árvore da Vida é um dos símbolos de maior interesse, pois aparece em praticamente todas as religiões, até nas mais antigas, como as tradições babilônicas, indianas e judaicas. Ou seja, a árvore da vida, é a árvore do conhecimento, do Bem e do Mal no Antigo Testamento.

Essa árvore é conhecida por nós como a Oliveira (Olea europaea), a representatividade desta planta milenar tem se preservado com o passar dos anos e foi retratada por muitos artistas.

Ao que tudo indica, os primeiros retratos artísticos da oliveira são aqueles encontrados na antiga Mesopotâmia, onde a Árvore da Vida fazia parte de rituais realizados pelo rei da Babilônia.

As obras de Andrea Roggi, natural de Castiglion Fiorentino, Toscana, metaforicamente representam a Árvore da Vida, tanto em seu significado iconográfico e como um símbolo da vida vegetal.

O artista e a criação

O artista inspira-se no ambiente natural de seu ateliê, em meio as oliveiras centenárias e ciprestes, à medida que as figuras humanas se integram às formas das plantas, elas se fundem em um todo perfeito imbuído de uma espécie de realismo mágico, onde os diversos elementos se misturam, criando obras de arte deslumbrantes com detalhes intrincados e charme.




Terra Mater – The Circle of life art gallery

Roggi produziu várias obras de arte públicas, que foram expostas principalmente na Piazza Antiteatro Lucca, Toscana, Umbria e no exterior, através de exposições importantes como o Olympia Grand Hall em Londres, o Ahoy em Rotterdam, o Grand Palais em Paris, o Fórum Grimaldi em Mônaco, a Galeria Fukuoka Oishi e o Museu da Cidade de Fukuoka no Japão.

Terra Mater em Piazza Antiteatro Lucca

Conheça mais sobre Andrea Roggi e suas obras clicando aqui.

Fotos do arquivo de Andrea Roggi e The Circle of life art gallery.

Kommentare


Post: Blog2_Post
bottom of page