top of page

3º Seminário de Olivicultura de Encruzilhada do Sul /RS

No último dia 18 de julho, foi realizado o 3º Seminário de Olivicultura e Arena de Conhecimento OliveTalks de Encruzilhada do Sul. A programação foi realizada de forma online, com participação de produtores, pesquisadores e interessados de todo o mundo. As atividades ocorreram entre 8h30min e 18h. Os interessados acompanharam a programação pela página do Facebook da Associação de Fruticultores de Encruzilhada do Sul (Afrutes).

A idealizadora do projeto e mediadora do evento, a produtora Paula Becker, menciona que o Seminário superou as expectativas de assistência, contando com participantes do Uruguai, Chile, Peru, Espanha, Portugal e Argentina, além dos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, tornando o evento internacional.

“Sabíamos que o evento teria um grande alcance nacional até por termos tido a oportunidade de trazer palestrantes de outros estados, mas a participação de pessoas de outros países foi uma grata surpresa para nós” diz Paula. “A pandemia nos causou um problema de ter que cancelar o evento presencial, mas nos deu a enorme oportunidade de repensar fora da caixa e transformá-lo em algo histórico para o município (de Encruzilhada do Sul) e colocá-lo no mapa da olivicultura mundial”, registra a organizadora.

Na abertura das atividades realizadas pela manhã, estavam presentes, seguindo as regras de distanciamento social, o vice-prefeito do município Álvaro Damé, o Secretário Municipal de Agropecuária Danilo Cardoso e o Presidente da AFRUTES Paulo Roberto Minuzzi, onde destacaram a importância do evento e da cultura para a região, que atualmente ultrapassa os mil hectares e é cultivada em 27 propriedades locais.

As palestras começaram com um breve histórico da olivicultura no Brasil, destacado pelo viveirista e produtor do azeite Olivas do Sul, de Cachoeira do Sul/RS, José Alberto Aued. Ele destacou a história e dificuldades enfrentadas na primeira onda da olivicultura no Brasil colonial. E fez um alerta importante. “Estamos em uma segunda onda e se não houver estudos e cuidados na olivicultura, poderemos acorrer aos mesmos erros do passado, onde os olivais foram abandonados”, aponta Aued.

“A oliveira veio pra ficar e com certeza fará parte da matriz do agro do Rio Grande do Sul, tem muito a evoluir e já temos cinco variedades muito bem adaptadas ao estado. Temos aptidão pra olivicultura” complementa o produtor e viveirista.

Na área técnica, os debates concentraram-se no potencial da região em investir na cultura, onde clima e solo disponíveis e avanços tecnológicos, são fatores necessários para o bom manejo.

O extensionista rural agropecuário da Emater, Vivairo Zago apresentou um panorama geral da olivicultura do município, destacando as viabilidades e possibilidades do cultivo devido boa incidência solar, temperaturas amenas, além de áreas disponíveis para o plantio.

Após, para falar sobre Implantação de Pomar de Oliveiras: Preparo e Planejamento, o Seminário teve a participação do engenheiro agrônomo e coordenador da equipe de olivicultura da Embrapa Clima Temperado e gestor do Núcleo Temático Nichos de Mercado, Jair Nachtigal. Logo após veio a manifestação do engenheiro agrônomo Fabricio Carlotto, que falou sobre o Manejo do Pomar.

Ambos destacam o desenvolvimento da cultura de forma expressiva, e que as condições de clima e solo são as mais propícias do Estado, com a orientação correta e algumas intervenções de solo, haverá o desenvolvimento das oliveiras de forma crescente.

Mas não basta apenas pensar onde e como plantar, é necessário planejar. Este planejamento foi enfatizado por Bob Vieira da Costa, produtor do Azeite Sabiá (município de Minas Gerais), na Serra da Mantiqueira. Costa enfatizou que o planejamento é importante para o produtor dimensionar o seu negócio, desde a implantação até a venda de seu azeite, uma vez que a propriedade é uma empresa rural.

Este evento foi realizado por AFRUTES, Sindicato Rural de Encruzilhada do Sul/RS e Secretaria de Agricultura Municipal de Encruzilhada do Sul/RS, e colaboração da Emater – RS, Embrapa.

Patrocínio Master: PIERALISI DO BRASIL

Patrocínio: Azeite Casa Albornoz, Azeite Costa Doce, Lagar H Azeite, FERTICEL e Herança do Cerro

Apoio: Prefeitura Municipal de Encruzilhada do Sul, IBRAOLIVA, Revista Azeites & Olivais e Jornal Sudeste Comunicações.

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page